sexta-feira, 23 de janeiro de 2009

Fingindo



A melhor parte de escrever é mentir, ou não. é fingir que mente, ou fingir que finge.
Sei que nada hoje desejo, e não quero ler nada que me diga sobre o que você fez.
Eu gosto é dos pensamentos, dos sentimentos, das falas talvez, mas ainda prefiro os olhares.
Tímidos, discretos, pidões, e indiscretos, é óbvio. Não tão óbvio assim, pois nem sempre olhar o que deseja é possível, mas sempre que se pode...

Além de olhar, gostaria que gritasse ou até mesmo escrevesse. mas escrevesse sobre os olhares. Tímidos, discretos, pidões, e indiscretos, é óbvio. Não tão óbvio assim, pois não se escreve pra qualquer um. Pelo menos não sobre olhares.

Mas qualquer um, através de um olhar pode se tornar mais que isso. E não importa como seja... Tímidos, discretos, pidões, e indiscretos, é óbvio. Somos todos assim, cada um adjetivado de uma maneira, mas cada um com o olhar diferente do outro.

Ainda assim, com adjetivações de complexidade de olhares [assim, ambiguo mesmo ] , conseguimos ser tímidos, discretos, pidões, e indiscretos. tudo ao mesmo tempo.

E se não conseguimos todos, é por isso que é bom escrever, pelo menos dá pra fingir.

.

7 comentários:

Thalyta França disse...

sei.

Penélope Chiz disse...

é bom ler os sentimentos, mais a maioria escreve seus sentimentos e você não se dá conta! :T

Thalyta França disse...

saca só lá no meu blog! tem um treco pra vc fazer!

JaqueFonseca; disse...

é bom ler, gosto ainda mais é de escrever. ler ou escrever não só palavras, mas sim sentimentos tímidos, discretos, pidões, e indiscretos, é óbvio.
Não tão óbvio assim porque tem gente que não percebe, não entende. ou só finge que não sentiu também que é pra não se comprometer com algo que de tão distante passou a ser perto demais.

Menina França disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Thalyta França disse...

vc poderia seguir meu blog por favor!
obrigada.
ehuiahiuahuiahuiahuis
;P

Alexandre Cunha de Azevedo disse...

Escrever não é mentir nem falar a verdade. É, também, as duas coisas ao mesmo tempo. É mentir sinceramente. É ter compromisso apenas com o que se quer escrever. Escreva, escreva, escreva...
Abraço...