segunda-feira, 9 de março de 2009

x)

se guarda dentro de mim a timidez, que de tão envergonhada escondeu-se de si própria e me deixou escrachada, tão tão, que nem a encontro mais.
acho bonitas as bochechas rosadas de vergonha, e o olhar de quem quer falar mas não consegue. o dos tímidos.
tímido mesmo só os reais sentimentos de quem prefere escondê-los a expô-los por aí.
Sabe-se lá se a timidez não tem cara de pau.
Mais me chama atenção aquele que não abre a boca no meio dos que tanto falam, a aquele que fala demais no silêncio. este útlimo só incomoda, e o primeiro deixa pairar o mistério.
minha timidez é escrachada, disso tenho certeza, por isso não me calo.

3 comentários:

Sames disse...

Pri, queria poder dizer que não tinha entendido a piada do Fluminense, mas foi tão divertida que ri aqui sozinho.

Agora, sobre os seus poemas, caramba. Lindos. Gostei muito desse. Vc tem o dom garota.

Beijos e até a próxima.

Mounna disse...

Eu minto bem, mas cansei de mentir pra mim sobre verdades que sempre voltam me trazendo a amargura que tentei esconder.

E não, eu jamis vou escrever sobre o pão com ovo.
Nem de ovo eu gosto. ^^


Te adooro!
saudades!

JaqueFonseca; disse...

É por isso que você fala tão bem.