sábado, 12 de dezembro de 2009

end?

E é sob o sol que sigo
E respiro aroma de flor
Caminho por campos bucólicos
Todos floridos e insólitos
De mãos dadas, muita cor.

Da frutífera semente brota
Sentimento que lá se pôr
Raiz de fé, caule de luz
Galho de abraços
Folhas de amor

Se te pões como um só ser
E se sê só só por vontade
Cabe ao ser que é sozinho
Contar sempre com a bondade
Dos espinhos do caminho
E Ser fiel à lealdade

Mas se ser dois
E dois a caminho do sol
Sol, toda raiz e toda flor,
Se não for fiel a lealdade
Brota tudo
Não amor.

Um comentário:

JaqueFonseca; disse...

Ás vezes a gente tenta ser fiel a todo custo e acaba sendo desleal consigo mesmo.. É preciso estar atento à isso..